​Comentário: China reduz taxas de importação e promove economia de abertura

0
220

A Comissão de Taxa Alfandegária do Conselho de Estado da China publicou recentemente um comunicado, anunciando a redução das taxas alfandegárias de importação para carne suína, abacate e peças automobilísticas. O ato do governo chinês demonstra sua determinação de ampliar a importação e melhorar a estrutura de importação, a fim de promover a reforma, a abertura e o desenvolvimento econômico de alta qualidade.

A partir do dia 1º de janeiro de 2020, a China reduzirá as taxas alfandegárias de importação para alguns bens de consumo, equipamentos avançados e suas peças, assim como matérias primas. Obviamente, o ato do governo chinês poderá satisfazer ainda mais a demanda do povo por uma vida melhor e do mercado, além de promover o setor de alta ciência e tecnologia. Esta medida pode ser considerada como um esforço envidado à ampliação da abertura, promoção da demanda interna e melhoria da estrutura industrial.

A redução das taxas alfandegárias levou em consideração o bem-estar da população. Devido à peste suína africana, o preço da carne de porco estava subindo no mercado chinês. A redução da taxa de importação da carne suína de 12% a 8% pode garantir o fornecimento e a estabilidade do preço.

Além disso, os medicamentos também estão na lista dos produtos que terão redução de taxa alfandegária, incluindo os medicamentos para asma e diabete, doenças crônicas mais populares na China. Atualmente, a taxa alfandegária para os medicamentos foi reduzida de 5% a zero, beneficiando a população.

Na lista da redução das taxas alfandegárias, também estão as tecnologias, os equipamentos e as peças avançadas. A medida visa reduzir custo para empresas e elevar sua competitividade.

Na abertura da segunda edição da Exposição Internacional de Importação da China, o presidente chinês, Xi Jinping, anunciou que a China reduzirá ainda mais as taxas alfandegárias e o custo institucional, assim como ampliará a importação dos produtos e serviços de alta qualidade. A recente redução das taxas alfandegárias é exatamente uma medida importante que honra seu compromisso e compartilha com o mundo inteiro os benefícios do desenvolvimento chinês.

Tradução: Xia Ren

Revisão: Gabriela Nascimento

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor digite o seu nome