Fabricante chinês refuta que acusação sobre trabalho forçado na prisão é totalmente inventada

0
248

Ao responder a reportagem da imprensa britânica sobre trabalho forçado na prisão, o presidente do fornecedor chinês de cartão de Natal, Lu Yunbiao, refutou em tom severo que tal acusação foi totalmente inventada.

A mídia britânica afirmou que o fabricante chinês de impressão utiliza prisioneiros estrangeiros detidos na China para produzir cartões de Natal que são vendidos no supermercado Tesco.

Diante de tal acusação, Lu Yunbiao assinalou que a empresa respeita rigorosamente as leis da China e que todos os produtos são feitos por trabalhadores chineses. A empresa se sente ofendida e descontente com as reportagens distorcidas da imprensa britânica.

Tradução: Isabel Shi

Revisão: Erasto

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor digite o seu nome