​Comentário: Promover a construção de uma mais estreita comunidade de futuro compartilhado China-Mianmar

0
108

O presidente chinês, Xi Jinping, iniciará no dia 17 sua primeira viagem ao exterior de 2020 a Mianmar. Trata-se da primeira visita de um presidente chinês ao país nos últimos 19 anos. Antes da viagem, o líder chinês publicou artigos em vários jornais em Mianmar, dizendo que aguarda com expectativa renovar os laços “pauk-phaw” (fraternal) China-Mianmar.

A China e Mianmar são vizinhos próximos, conectados por montanhas e rios compartilhados. Os dois povos vivem um ao lado do outro há milhares de anos. Na língua de Mianmar, “pauk-phaw” significa “irmãos da mesma mãe”. É uma descrição apropriada dos sentimentos fraternais entre os dois povos, cujos laços próximos datam de tempos antigos.

Xi Jinping apresentou propostas para reforçar o relacionamento bilateral na nova era.
— Temos cimentado ainda mais a confiança mútua política. Nos anos 1960, Mianmar se tornou o primeiro entre os vizinhos da China a resolver assuntos de fronteiras com a China no espírito de consulta igual, entendimento mútuo e adaptação mútua. Hoje, os nossos países têm intercâmbios próximos de alto nível, e a nossa parceria cooperativa estratégica abrangente está crescendo estavelmente. A China apoia firmemente Mianmar para procurar um caminho de desenvolvimento adequado às suas condições nacionais. A China apoia os esforços do governo mianmarense para promover a paz e a reconciliação, e apoia Mianmar a salvaguardar seus direitos e interesses legítimos e a dignidade nacional na arena internacional. Mianmar, por sua parte, tem dado à China apoio sólido nos assuntos que envolvem os interesses essenciais e as principais preocupações da China.
— Temos expandido ainda mais nossa cooperação prática. As economias da China e Mianmar são altamente complementares, prometendo grande espaço para cooperação. A China é há muito tempo o maior parceiro comercial e a fonte mais importante de investimento de Mianmar. O nosso comércio bilateral atingiu US$ 16,8 bilhões nos primeiros 11 meses de 2019. Cada vez mais produtos agropecuários de Mianmar estão chegando às cozinhas chinesas. A cooperação frutífera está ocorrendo na construção de infraestrutura e vários outros âmbitos. Com Mianmar como um importante parceiro na Iniciativa do Cinturão e Rota, os dois lados têm capitalizado na convergência das nossas estratégias de desenvolvimento. Já assinamos documentos de cooperação sobre a construção do Corredor Econômico China-Mianmar (CMEC) e estabelecemos um comitê conjunto do CMEC para inspecionar o progresso estável.
— Temos fortalecido as ligações entre pessoas. Os nossos intercâmbios culturais, religiosos e interpessoais vibrantes fornecem apoio sólido para aprofundar a nossa amizade pauk-phaw. O tesouro nacional da China, a relíquia do dente do Buda, foi exibido quatro vezes em Mianmar para reverência pública. Com doações de Mianmar, um santuário do estilo mianmarense foi construído no Templo de Cavalo Branco em Luoyang, na Província de Henan, centro da China. Com a ajuda de médicos e enfermeiros chineses, muitos pacientes de catarata em Mianmar tiveram a visão recuperada e crianças com doenças cardíacas congênitas receberam tratamentos médicos adequados. Populares filmes e programas de TV chineses possuem uma grande audiência em Mianmar.
Neste ano, a China alcançará a sua Primeira Meta Centenária de construir uma sociedade moderadamente próspera em todos os aspectos. Mianmar está fazendo progressos contínuos no desenvolvimento econômico e social. Como comemoramos o 70º aniversário das nossas relações diplomáticas, é importante impulsionarmos a nossa amizade tradicional e aprofundarmos a cooperação mutuamente benéfica, a fim de trazermos as relações China-Mianmar a uma nova era.
— Precisamos traçar um novo plano para os laços bilaterais por meio de reforçar a comunicação estratégica. Os dois lados podem continuar a aproveitar o papel vital de intercâmbios de alto nível na orientação de nossas relações, intensificar a comunicação e coordenação em todos os níveis e compartilhar a experiência de desenvolvimento. É importante continuarmos mostrando forte apoio mútuo nos assuntos relacionados aos interesses essenciais de cada um. Por meio de aprofundar a nossa parceria cooperativa estratégica abrangente com uma perspectiva estratégica e de longo prazo, faremos enraizar no coração e na mente dos nossos povos a ideia de construir uma comunidade com um futuro compartilhado. A China apoia Mianmar a avançar o processo de paz e reconciliação por meio de diálogo político. Os dois lados podem trabalhar juntos para garantir a paz e a estabilidade ao longo da nossa fronteira.
— Precisamos trazer novo ímpeto à nossa cooperação mutuamente benéfica por aprofundar os intercâmbios comerciais e econômicos. Os dois lados necessitam de aprofundar a cooperação do Cinturão e Rota orientada por resultados e mudar de uma etapa conceitual para planejamento e implementação concretos na construção do CMEC. Esforços são necessários para promover os três pilares do CMEC, nomeadamente a Zona Econômica Especial Kyaukpyu, a Zona de Cooperação Econômica Fronteiriça China-Mianmar e a Cidade de Nova Yangon. Também precisamos aprofundar a cooperação prática e mutuamente benéfica nas áreas como conectividade, eletricidade, energia, transporte, agricultura, finanças e meio de vida para trazer mais benefícios aos dois povos.
— Precisamos adicionar nova essência na nossa amizade pauk-phaw por meio de ampliar os intercâmbios e a aprendizagem mútua. Os dois lados designaram 2020 como o Ano de Cultura e Turismo China-Mianmar. O cenário natural encantador de Mianmar e seu patrimônio cultural fascinante atrairão certamente cada vez mais turistas chineses. Para celebrar o 70º aniversário dos nossos laços diplomáticos, os dois lados realizarão uma série de eventos para expandir os intercâmbios e a cooperação na educação, religião, mídia, filmes e programas de TV. Esses eventos conjuntos ajudarão a reforçar o apoio público à amizade China-Mianmar, fortificando e reestimulando nossa amizade pauk-phaw.
— Precisamos fazer novos progressos na paz e estabilidade regional por meio de fortalecer a coordenação e cooperação. Confrontados por unilateralismo e protecionismo crescentes, os dois países necessitam reforçar a coordenação e colaboração nos fóruns multilaterais, como nas Nações Unidas e dentro do quadro da cooperação do Leste Asiático e a cooperação Lancang-Mekong. Nessa nova era, precisamos defender o espírito dos Cinco Princípios de Coexistência Pacífica, encorajar esforços para fomentar um novo tipo de relações internacionais caracterizado por respeito mútuo, imparcialidade, justiça e cooperação ganha-ganha, e lutar para construir uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade.
Na China e Mianmar, existem ditos similares sobre o efeito de que mais intercâmbios farão as famílias e amigos se aproximar mais estreitamente. Nesta ocasião do 70º aniversário, as relações China-Mianmar estão em um novo ponto de partida. Vamos trabalhar de mãos dadas para construir uma comunidade China-Mianmar ainda mais próxima com um futuro compartilhado e escrever um novo capítulo para nossa amizade milenar pauk-phaw.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor digite o seu nome